Novo conceito de armazenagem permite “resolver as dificuldades de espaço, temporárias ou de longo prazo, de empresas e particulares”, dizem responsáveis. A Espazo Self Storage viu o mercado absorver, em menos de um ano, 80 por cento da sua oferta inicial. O anúncio foi feito pelos responsáveis desta marca, que vão lançar, no próximo mês de Junho, a segunda fase deste projecto, na zona de Alvalade, em Lisboa, onde serão disponibilizadas mais 200 boxes, com áreas entre os 2 e os 45 m2.

Os resultados alcançados durante a primeira fase são “fruto da receptividade que os portugueses têm manifestado a este novo conceito de armazenagem urbana”, notam os responsáveis da Espazo Self Storage.

Introduzido na década de 1950, nos Estados Unidos, o conceito de self storage chegou ao nosso país pelas mãos da Espazo. Esta empresa “nasceu com o objectivo de disponibilizar uma forma inovadora de armazenagem, concebida para resolver as dificuldades de espaço, temporárias ou de longo prazo, de empresas e particulares, devolvendo às empresas ou habitações o espaço que a acumulação de documentação e objectos de uso não diário lhes foi retirando”.

Os espaços de armazenagem estão integrados, segundo a Espazo, num “edifício equipado com um moderno e seguro sistema de segurança e detecção de incêndios, em ambiente seco, limpo e ventilado, e tendo disponíveis os serviços de apoio necessários”.

Além disso, esta empresa dá também conta de que todos os interessados neste serviço de self storage só terão de pagar o metro quadrado e o tempo de armazenagem “efectivamente necessários”, existindo, por isso, soluções a partir de dois metros quadrados, pelo período mínimo de 15 dias.

Entre os produtos disponibilizados na Espazo Self Storage contam-se as boxes, com diversas configurações de forma, autonomizadas por uma estrutura e divisórias metálicas com um pé direito de 2,60 m, e áreas desde os 2 m até aos 60 m2, sendo “fechadas através de um sistema inovador, permitindo a alteração do canhão respectivo no inicio de cada contrato de arrendamento”, e os armazéns, autonomizados por uma estrutura e divisórias metálicas com um pé direito mínimo de cinco metros, e áreas desde os 70 m até aos 350 m2, fechados por um amplo portão automático. Está igualmente disponível o guarda-roupa, “um espaço amplo, com boas condições climatéricas, onde pode ser armazenada roupa em caixas padronizadas à venda na Loja Espazo”.

A empresa dispõe ainda de alguns serviços adicionais, nomeadamente meios auxiliares de carga e descarga, recepção e expedição de mercadorias, aluguer de viatura com condutor (casos pontuais), protocolo com serviço de transporte/mudanças, serviços administrativos e contratação de seguros.

(2009), Público - Caderno Imobiliário, 13 Maio